Área Restrita

Notícias do Site:

CLIC :---------->   Ofertas da Semana!      @ Ultimas Noticias     
00:00:00

Se Essa Rua Fosse Minha: inscrições na segunda « voltar


Data: 27/09/2017
Local:


A prefeitura de Tubarão realizou ontem o lançamento oficial do “Se Essa Rua Fosse Minha”, programa que vai promover obras de pavimentação de ruas, em parceria com a comunidade. 

“Se Essa Rua fosse Minha” tem um conceito de parceria bastante diferenciado - ao contrário de outras iniciativas, a prefeitura dará os materiais necessários (lajota, paver, tubos de drenagem) e a comunidade fica responsável pela contratação da empresa que vai executar a obra.

“Os moradores vão contratar a mão de obra e, portanto, terão poder de fiscalização, já que a obra estará na porta da casa deles. Isso vai gerar um sentimento de pertencimento muito grande. Outro benefício do programa é que ele contempla, além da pavimentação,  também o calçamento, a rede de drenagem, e talvez a de saneamento”, atestou o secretário de Urbanismo, Mobilidade e Planejamento, Alexandre Moraes, responsável pela área que assumirá a coordenação do programa.

Tubarão tem hoje, na área urbana, 102 quilômetros de ruas não pavimentadas, e o prefeito Joares Ponticelli pretende reduzir essa deficiência viária. O investimento para a compra de materiais em 2018 será de R$ 3 milhões, dinheiro arrecadado com o reajuste da taxa de coleta de lixo e guardado, exclusivamente, para esse programa.

A definição das ruas que serão asfaltadas ficará por conta da comunidade interessada. Para isso, os moradores precisam se reunir e eleger uma comissão de execução, que vai ficar responsável pela adesão ao programa, e é definida por diversos critérios que podem ser consultados no site da prefeitura. A inscrição deve ser feita na secretaria de Urbanismo, Planejamento e Mobilidade, entre os dias 2 de outubro e 30 de novembro deste ano.

 

Adesão

Muitos moradores de Tubarão compareceram ao evento de lançamento do projeto, e uma boa parcela aprovou a iniciativa.

“É uma boa ideia da prefeitura e a gente sente que há preocupação e vontade em ajudar a comunidade”, disse Josiane Berenice Sachetti Motta, que mora na rua Dário Farinelli de Medeiros, no bairro São João Margem Esquerda, e quer ver a via pavimentada.

O casal Álvaro e Camila Vitto, moradores da rua Marcelo Mendes Cardoso, do bairro Passagem, também acompanhou a apresentação do programa com toda a atenção.

“Parte da rua é asfaltada, mas há alguns meses já fizemos um abaixo-assinado para asfaltar a parte que falta. Já estamos nos organizando”, comentou Álvaro.

As vizinhas Maria Ana Marcelino Alves e Zeneide Nunes levaram até um cartaz para mostrar que queriam asfalto na rua Felipe Schmidt, no Centro. “Eu mesma posso ser a presidente da comissão dos moradores”, afirmou Maria Ana, indicando que ela e os vizinhos já se articularam para participar do programa

DS